• 10 tomates cortados ao meio (diz sem sementes a receita, mas já fiz com sementes também e fica super bom - melhor do que desperdiçar)
  • 1 cebola
  • 1 tablete de caldo de carne
  • 3 colheres de sopa de azeite
  • 2 dentes de alho
  • 1 punhado de folhas de manjericão picadinhas
  • 1 punhado de folhas de salsinha picadinhas
  • 1 colher de café de açúcar
  • Gosto muito de usar os tomates italianos para este molho, mas já fiz com outros e deu certo também.

Conforme prometido vou colocar aqui a receita do molho que usei nos meus polpetones. Já faz tempo que uso essa receita que peguei no Panelaterapia (aqui).

Gosto dela porque não tem complicação – ficar tirando a pele do tomate, sei lá o que. Esse é só bater tudo no liquidificador e mandar pra panela.

E o sabor de tomate de verdade!? ~hummm ma-ra-vi-lho-so~
Pomarola pode ser boa, ser prática e ter gosto de infância, mas nada como um molho com gosto de tomate MESMO! Super bom <3

Modo de Preparo – MOLHO AO SUGO

Bata tudo no liquidificador – eu preferi não bater o manjericão e a salsa e adicionar só depois na panela. Se estiver difícil de bater coloque um pouquinho de água (só um pouquinho!) pra ajudar. Fica parecendo mesmo um suco de goiaba concentrado.

Depois tem que deixar bastante tempo em fogo baixo, até sumir a espuma e reduzir. O meu nunca ficou vermeeelho, só laranjinha. Acho que é porque eu deixo pouco tempo no fogo – em torno de 2h. Mas o gosto é sensacional, fora o cheiro que fica pela casa!

Ao final eu adiciono outros temperos, como sal e pimenta, e também um pouco de água quando quero ele mais ralo. Já fiz com carne e transformei em bolonhesa – aí vai da criatividade de cada um ;)

Depois é só jogar em uma massinha!
Eu, como já sabem, usei este nos meus polpetones.

Beijos!