• 1 litro de leite
  • 500g de queijo coalho
  • 500g de tapioca
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino a gosto
  • Ervas a gosto (gosto de usar orégano)

Essa receita MARAVILHOSA é do simpático chef Rodrigo Oliveira do restaurante Mocotó. Eu já fiz umas 3 ou 4 vezes e sempre é sucesso ABSOLUTO. E as pessoas acham que é difícil de fazer, mas é realmente bem fácil e não leva muitos ingredientes. A única coisa negativa é que o preço do queijo coalho às vezes é um pouco alto. Fora isso, não tem complicação nenhuma. :)

Aprendi vendo este vídeo do próprio Rodrigo ensinando, vejam só:


 

MODO DE PREPARO – Dadinhos de Tapioca

Retire o queijo coalho dos palitos e triture no processador. Se não tiver processador pode ralar o queijo mesmo. Reserve.

Pegue uma forma de mais ou menos 20cm x 30cm e forre com plástico filme. Reserve.

Em uma panela grande, ferva 1 litro de leite. Quando estiver fervendo, adicione a tapioca e o queijo coalho aos pouco mexendo sempre, até que a tapioca seja absorvida pelo leite e o queijo derreta um pouco. A minha massa nunca fica tão mole quanto a do vídeo, mas sempre dá certo, rsrs!

Pode temperar com o que achar bom. Eu gosto de colocar pimenta do reino (não gosto de pimenta branca), um pouco de sal e orégano. Vai do gosto do freguês! :)

Leve imediatamente para a forma forrada com plástico filme. Arrume certinho na forma e cubra com mais papel filme.

Coloque a forma na geladeira por pelo menos 2 horas para firmar. Eu sempre faço essa receita um dia antes de fritar, e deixo a noite toda na geladeira.

Quando estiver firme, retira da forma e do plástico filme e corte em cubos. Os meus saem sempre meio tortos, mas o que importa é a alegria de comer né gente! ;)

Aqueça o óleo e frite os dadinhos só até que fiquem dourados.

Sirva imediatamente. Como toda fritura, depois que esfriam já não ficam mais crocantes e tão gostosos.

Gosto de servir com molho Frank´s RedHot Sweet Chili, que é SENSACIONAL. Pena que é um pouco difícil de achar, mas já vi no Carrefour, Casa Santa Luzia e Zaffari – com os importados perto das coisas orientais.

Façam e não vão se arrepender – é gostoso demais!