Fui hoje à convite de uma amiga ao Festival do Japão, no Centro de Exposições Imigrantes – São Paulo. Era o último dia do evento, realizado nos dias 19, 20 e 21 de julho de 2013. O Festival do Japão já está na sua 16ª edição e eu nunca tinha ouvido falar dele  (!!!). Além disso, é o maior evento da cultura/comunidade japonesa da América Latina.

Como eu adoro comidinhas e coisinhas japas, venci a preguiça do domingo e resolvi dar um pulo lá para conferir o evento.

O espaço era bem grande, com uma série de stands oferecendo os mais diversos produtos, japoneses e não japoneses. Havia desde arranjos de flores (ikebana), panelas de ferro, facas de porcelana, bugigangas para o lar, balas, CDs com Mp3 de músicas japonesas, origamis, pelúcias, toucas e camisetas, até doces mineiros (?!?!), rs!

Para os amantes da cozinha tinha bastante coisa legal (vejam alguns stands que fotografei na galeria abaixo). A Sakura tinha um stand enorme de produtos, e ofereceu workshops com cursos de culinária japonesa. Como eu decidi ir ao evento um pouco em cima da hora não consegui participar de nenhum, mas as propostas pareciam ser muito bacanas.

Havia também uma grande praça de alimentação com muitas opções para quem gosta de comida japonesa. Era possível provar temaki e sushis diversos, takoyaki, lamen, yakisoba, tempura, espetinhos, entre algumas outras coisas que eu nem sabia dizer o que eram! :)

Acabei escolhendo comer um lamen que estava ótimo, além de alguns onigiris – bolinhos de arroz muito bons também!

Destaque para o stand da Azuma Kirin, que além dos saquês tinha um bar de sakerinha (caipirinha de saquê) bem bom e a preços módicos (estava mais brasileiro que japa, mas né, não tem como!). Lógico que a fila estava gigante. Comprei uma sakerinha de morango e uma garrafa de saquê de porcelana super bonita que custou apenas R$20. Vejam nas fotos.

O festival também contou com apresentações, exposições e tinha algumas atividades para crianças.

A única coisa negativa foi o fato de o evento estar muiiitoo cheio – logo na Rod. Imigrantes já assustou. Tivemos dificuldade de chegar de carro ao local e de estacionar, sem falar no preço do estacionamento: R$30 (mais que o meu saquê poxa! Rs!). A dica é: das próximas vezes, melhor ir de metrô mesmo. Até porque o Centro de Exposições Imigrantes é pertinho da Estação Jabaquara, e ainda havia ônibus gratuito partindo de lá direto para o evento.

Ainda saí de lá com uma toca muito cute do Pikachu. Só amor gente <3

Confiram o vídeo promocional do evento para saber mais:

No Face: https://www.facebook.com/festivaldojapao

As fotos que eu tirei: